Áreas de pesquisa

As principais linhas de pesquisa desenvolvidas em nosso laboratório são:

prote.html

Proteômica shotgun

Toxinologia / Parasitologia / Doenças emergentes

Proteogenômica

Toxinologia Parasitologia

Bioprospecção

Toxinologia Parasitologia Câncer

FIOCRUZ 120 ANOS, UMA HISTÓRIA DE SUCESSO


Assista aqui

Técnicas desenvolvidas

Algumas das principais técnicas desenvolvidas em nosso laboratório

Espectrometria de massas

Saiba mais

Troca de Hidrogênio Deutério

Saiba mais

Cross-Linking

Saiba mais

Fracionamento e Purificação de Proteinas

Saiba mais

SRM - Selective Reaction Monitoring

Saiba mais

Modelagem molecular

Saiba mais

NOSSO LABORATÓRIO

 

CONHEÇA UM POUCO DO LATOX

Quem somos?

O Laboratório de Toxinologia está localizado no Pavilhão Ozório de Almeida do Instituto Oswaldo Cruz, Fiocruz e é um dos mais bem estruturados laboratórios de proteômica do Brasil, dotado de um corpo técnico científico qualificado para realização de técnicas proteômicas de fracionamento, caracterização e identificação de proteínas. A infra-estrutura de equipamentos inclui vários sistemas de eletroforese uni- e bidimensional, sistema 3100 OFFGEL Fractionator, densitômetro e scanner de fluorescência Typhoon Trio (GE Healthcare), equipamentos para western blotting, espectrofotômetros (incluindo nanodrop), cromatógrafos líquidos de alta performance (Akta, Ettan, Shimadzu, Thermo e sistemas nanoflow Eksigent e Proxeon), sistemas concentradores a vácuo (Speed Vac), liofilizador, sequenciador automático de proteínas (Shimadzu PPSQ 23A), sistema para empacotamento de colunas cromatográficas capilares, equipamento laser puller (Sutter) para confecção das pontas das colunas capilares e espectrômetros de massas MALDI-TOF-TOF (5800 ABI) e nLC-ESI-LTQ Orbitrap XL com ETD (Thermo).

Saiba mais

Nossa Equipe


Ana Gisele da Costa Neves Ferreira

Pesquisadora Chefe do laboratório

Richard Hemmi Valente

Pesquisador Vice-Chefe

Francisco Gomes Neto

Pesquisador

Jonas Enrique Aguilar Perales

Vice-diretor de pesquisa IOC

Monique Ramos de Oliveira Trugilho

Pesquisadora

André Teixeira da Silva Ferreira

Tecnologista

Surza Lucia Gonçalves da Rocha

Tecnologista

Luciana Facchinetti de Castro Girão

Pós-DOC

Viviane de Almeida Bastos

Pós-DOC

Barbara da Silva Soares

Doutoranda

Marcelle Almeida Caminha

Doutoranda

Esdras Matheus Gomes da Silva

Doutorando

Priscila Oliveira Lacê Brandão

Mestranda

Luana Rocha da Silva

Mestranda

Luis Miguel Muñoz-Gómez

Mestrando

Phíllippe M. dos Santos Constantino

Técnico

Joelma Saldanha

Técnica

Yago Inocencio Vieira de Pinho

Estudante de iniciciação científica

Linha do tempo

• Criação do Instituto Oswaldo Cruz

• O Laboratório de Fisiologia foi organizado pelo Dr. Miguel Ozório de Almeida

• Posteriormente, passou a ser denominado Divisão de Fisiologia e Farmacodinâmica

• Haity Moussatché começou a trabalhar no Instituto Oswaldo Cruz logo após se formar em Medicina pela Universidade do Brasil (atual UFRJ)

• Haity Moussatché foi contratado e, a partir daí, passou a assistente, biólogo, professor, pesquisador e chefe da Secção de Farmacodinâmica.

• Haity Moussatché chefiou a Secção de Fisiologia e foi um dos criadores da Universidade de Brasília e da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).

• Moussatché foi cassado e perdeu seus direitos no episódio conhecido como Massacre de Manguinhos. Seguiu para Venezuela onde desenvolveu seu trabalho na Universidade Centro-Ocidental Lisandro Alvarado

• Moussatché retornou ao País e reorganizou o Departamento de Fisiologia e Farmacodinâmica junto com Tito Cavalcanti e Renato S.B. Cordeiro

• A volta definitiva de Haity Moussatché ao Brasil acompanhado de Jonas Perales, antigo colaborador na Universidade Centro-Occidental, Venezuela.

• Moussatché, junto com Dr. Jonas Perales, coordenou a instalação do Laboratório de Toxinologia

• Dr. Jonas Perales se torna chefe do Laboratório de Toxinologia

• A chapa composta por Renato Sérgio Balão Cordeiro (Diretor), Clara Fumiko Tachibana Yoshida (vice-diretora de Serviços de Referência), Jonas Enrique Perales Aguilar (vice-diretor de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico) e Marli Maria Lima (vice-diretora de Ensino) vence as eleições do IOC.

• Com a saída do D. Jonas Perales para assumir a Vice-diretoria de Pesquisa, a Dr Ana Gisele assume a chefia do Laboratório de Toxinologia

• Dr. Jonas Perales volta a chefia do Laboratório de Toxinologia

• Centenário de nascimento de Haity Moussatché

• A chapa 'Integração', composta por José Paulo Gagliardi Leite (Diretor) e pelos vice-diretores Wania Regina de Tolentino Santiago (Desenvolvimento Institucional e Gestão), Elizabeth Ferreira Rangel (Serviços de Referência e Coleções), Marcelo Alves Pinto (Ensino, Informação e Comunicação) e Jonas Enrique Perales Aguilar (Pesquisa, Desenvolvimento Tecnológico e Inovação), vence as eleições do IOC

• Com a saída do D. Jonas Perales para assumir a Vice-diretoria de Pesquisa, novamente a Dr Ana Gisele assume a chefia do Laboratório

Nossos colaboradores

O Laboratório de Toxinologia possui colaboração com vários Institutos e Laboratórios, nacionais e internacionais, sempre buscando desenvolver pesquisas com excelência.

Gostaria de fazer parte da nossa equipe?

O Laboratório de Toxinologia pertence ao Instituto Oswaldo Cruz - Fiocruz

Entre em contato

Laboratório de Toxinologia - LATOX.
Av. Brasil, 4365 - Manguinhos, Rio de Janeiro - RJ, 21040-900
Email: latoxplataformas@gmail.com.br
Telefones: +55 (21) 2562-1261 / 2562-1381

Setor:
Nome
Telefone
Email
Empresa
Mensagem